Todos os professores contratados devem ficar com horários completos, propõe Fenprof

Medida para mitigar a falta de docentes começou já a ser aplicada no último concurso, realizado nesta sexta-feira. Docentes que foram colocados antes sentem-se “injustiçados”.

Foto
Sindicatos de professores reuniram-se com João Costa no auditório do Conselho Nacional de Educação Nuno Ferreira Santos

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) propôs ao Ministério da Educação (ME), nesta segunda-feira, que sejam atribuídos horários completos (22 horas de aulas semanais) a todos os professores já colocados neste ano lectivo.

Sugerir correcção
Comentar