Moradores souberam pelas notícias que as suas casas podem estar em risco com a extensão do metro a Alcântara

Moradores lamentam a falta de informação por parte da câmara e do Metro de Lisboa sobre o traçado de prolongamento da linha vermelha até Alcântara, que conheceram através da comunicação social e do estudo de impacto ambiental. Foi também assim que souberam que algumas das suas casas poderão ser demolidas.

Foto
Viaduto do metro passará nesta direcção até à rampa de acesso à ponte. Vista a partir do miradouro da Casa de Goa MATILDE FIESCHI

Quem sobe a Calçada do Livramento, em direcção ao Palácio das Necessidades, encontra à esquerda um pequeno pátio escondido que Isaura Fernandes gostaria que não desaparecesse. “É que se ouvem os passarinhos. Gosto de aqui estar.” A mulher de 71 anos vai mostrando os vasos que tem à volta da sua porta, uma árvore de banana-pão num pequeno jardim. “Tenho aqui as minhas plantas, as minhas flores, os meus vizinhos. Vai-me custar muito, se tiver de sair daqui. Porque é que a linha tem de passar aqui?”

Sugerir correcção
Ler 3 comentários