Jovens a partir dos 16 já vão poder andar - legalmente - nas bicicletas Gira

EMEL vai alterar idade mínima dos utilizadores pois negociou com as seguradoras a redução da idade mínima para a cobertura de acidentes. DECO havia alertado para a não cobertura de danos pessoais e patrimoniais em caso de acidentes com menores com bicicletas e trotinetas.

Foto
Muitos dos utilizadores de plataformas de mobilidade partilhada são jovens menores de 18 anos Rui Gaudencio

Basta olhar para as ruas para perceber que muitos dos utilizadores das trotinetas e bicicletas partilhadas em Lisboa não têm 18 anos, a idade mínima previstas pelos operadores para se poder usar estes equipamentos. Mas a EMEL prepara-se para baixar esta fasquia para os 16, legalizando a situação de muitos dos seus utilizadores e permitindo que estes passem a estar cobertos por seguros em caso de acidente. Porque é precisamente a cobertura dos seguros que explica a ilegalidade em que circulem os menores nos veículos de duas rodas pela cidade.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários