Cabrita Reis trouxe o caos para dentro de uma igreja em Veneza

O artista português mostra na Igreja de San Fantin a sua última escultura monumental. Veterano de presenças na cidade italiana, com uma carreira de mais de 40 anos, trabalha pela primeira vez numa igreja.

Foto
"Field", escultura feita de escombros que se espalham pelo chão da nave central da Igreja de San Fantin, situada em frente ao Teatro La Fenice MIGUEL NABINHO/CABRITA STUDIO

Quem entra na Igreja de San Fantin, em Veneza, onde o artista Pedro Cabrita Reis mostra a sua última obra, vira instintivamente a cabeça para cima. Os olhos procuram o tecto, talvez o azul do céu, só para confirmar que o telhado do templo não desabou. Field, inaugurada esta quinta-feira ao final da tarde, é uma impressionante escultura feita de escombros que se espalham pelo chão da nave central da igreja, situada em frente ao Teatro La Fenice na cidade italiana. Fala de ruínas, de convulsões, da eterna batalha entre a escuridão e a luz, entre o bem e o mal.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários