Timorenses escolhem Presidente com os olhos postos num Parlamento bloqueado

Num cenário político ainda marcado pelas grandes figuras da luta pela independência, a segunda volta da eleição presidencial em Timor-Leste, na terça-feira, tem como pano de fundo a grave crise institucional que domina o país desde 2017.

Foto
A segunda volta da eleição presidencial realiza-se na terça-feira Reuters/LIRIO DA FONSECA

É numa época de transição para uma nova geração de políticos que ainda não se estabeleceu, e no meio de uma rivalidade cada vez mais vincada entre as grandes figuras do passado, que os eleitores de Timor-Leste vão escolher, na terça-feira, um Presidente para os próximos cinco anos — o primeiro a repetir um mandato em duas décadas de independência.

Sugerir correcção
Comentar