Um terço dos docentes universitários que formam professores não é especializado em ensino

Estudo da plataforma Edulog aponta limitações à formação inicial dos professores do básico e secundário: docentes que não são especialistas, sem experiência de sala de aulas e que se dividem entre múltiplas disciplinas.

Foto
O estudo que avaliou as qualificações académicas destes professores foi feito pelo Edulog Adriano Miranda

A formação dos professores do ensino básico e secundário tem limitações, a começar pelos currículos académicos de quem dá aulas nesses cursos superiores, aponta um estudo da plataforma Edulog, que é apresentado esta sexta-feira. Um terço dos docentes das licenciaturas e mestrados de ensino não tem formação específica na área que lecciona. Além disso, têm que dividir-se entre múltiplas disciplinas e poucos têm experiência de sala aula com crianças e adolescentes. “Vai ser preciso um grande investimento” na área, numa altura em que o país enfrenta uma grave falta de profissionais de educação, avisa a coordenadora do estudo.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários