“O mundo mudou”, mas o programa do Governo ficou 90% igual

O impacto da crise provocada pela guerra na Ucrânia obrigou a reajustar metas, mas no documento entregue pelo Governo esta sexta-feira não se assinalam mudanças substanciais em relação ao programa eleitoral com que o PS foi a votos em Janeiro.

novo-governo,politica,antonio-costa,ps,governo,
Fotogaleria
Mariana Vieira da Silva, número dois do Governo, apresentou o programa horas depois de o documento ser entregue no Parlamento Nuno Ferreira Santos
novo-governo,politica,antonio-costa,ps,governo,
Fotogaleria
Mariana Vieira da Silva, número dois do Governo, apresentou o programa horas depois de o documento ser entregue no Parlamento Nuno Ferreira Santos
novo-governo,politica,antonio-costa,ps,governo,
Fotogaleria
Mariana Vieira da Silva, número dois do Governo, apresentou o programa horas depois de o documento ser entregue no Parlamento Nuno Ferreira Santos

Entre as eleições e a apresentação do programa do Governo, “o mundo mudou”. As palavras são da ministra-adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, que esta sexta-feira entregou em mãos o programa do Governo na Assembleia da República. Mas apesar da crise humanitária e económica provocada pelo ataque da Rússia à Ucrânia ter obrigado os países a reajustar metas e a encontrar respostas às consequências do conflito militar, no documento entregue pelo executivo socialista não constam mudanças significativas em relação aos compromissos eleitorais de Janeiro. Se compararmos o programa do Governo com o programa eleitoral, a correspondência entre ambos é de 91,6% e mesmo aquilo que é diferente é, no essencial, idêntico.

Sugerir correcção
Ler 10 comentários