Sérgio Godinho celebra os 48 anos da democracia: “A liberdade está sempre em construção”

O programa Abril em Lisboa, da EGEAC, começa esta quarta-feira no Campo Pequeno com um concerto gratuito de Sérgio Godinho e convidados. Às 21h30, já esgotado.

Foto
Sérgio Godinho fotografado para o disco Nação Valente (2018) ARLINDO CAMACHO

Foi num disco chamado Sobreviventes que ouvimos esta canção de letra curta: “Aprende a nadar companheiro/ Que a maré se vai levantar/ Que a liberdade está a passar por aqui”. Foi um aviso premonitório, porque, sendo Maré Alta de 1971, a liberdade não tardou a passar e a ficar. Agora que em Portugal se assinala, no dia 24 de Março, o momento em que a democracia começa a ultrapassar em longevidade os 48 anos da ditadura a que 25 de Abril de 1974 pôs fim, a Câmara Municipal de Lisboa convidou o autor daquela canção, Sérgio Godinho, para protagonizar um espectáculo comemorativo, a abrir a programação Abril em Lisboa, da EGEAC. Realiza-se esta quarta-feira, às 21h30, no Campo Pequeno, e com Sérgio estarão, além dos habituais Assessores (os músicos que sempre o acompanham), cinco convidados: Capicua, Filipe Raposo, Manuela Azevedo, Samuel Úria e Tó Trips. A entrada é livre (com levantamento prévio de bilhetes, limitados a dois por pessoa) e está esgotado.

Sugerir correcção
Comentar