Para gerir os transportes na região, Comunidade do Oeste quer ser maioritária numa rodoviária

Municípios querem adquirir participação maioritária em operadora já existente no mercado e assim assegurar transportes “tendencialmente gratuitos”.

Foto
A estratégia da CIM-Oeste passa por uma mobilidade “universal, verde, conectada e tendencialmente gratuita”, dizem os autarcas Miguel Manso

As 12 câmaras da Comunidade Intermunicipal do Oeste (CIM-Oeste) estão a desenvolver uma estratégia “pioneira” para a gestão dos transportes públicos rodoviários. Depois de terem decidido adoptar uma solução interna que assegure um “serviço de qualidade” aos cerca de 320 mil habitantes da região, as autarquias recorreram a estudos comparativos de vários especialistas e concluíram que a melhor opção será adquirir uma participação maioritária numa empresa de transportes já existente, de modo a controlar as condições do serviço prestado na região.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários