Os debates e a virtude da concisão

Acho extraordinário que tanta gente critique o modelo dos debates, em vez de criticar o facto de, no momento em que eles se iniciaram, grande parte dos partidos não ter ainda revelado o seu programa eleitoral.

Há cerca de uma década, o escritor inglês Ian McEwan publicou na New Yorker um texto intitulado Some Notes on the Novella. Segundo McEwan, a novela é a forma perfeita de ficção em prosa, pelo controlo que exige na economia narrativa, na transparência e harmonia do enredo, na precisão das frases, na moderação do ornamento e na preocupação com a concentração e o prazer do leitor. A novela, escreve McEwan, é a “filha bonita” do romance, um “gigante inchado, errante e mal barbeado”, ainda que por vezes genial.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários