Costa rejeita vacinação obrigatória em Portugal

No Conselho Europeu da próxima semana, o primeiro-ministro vai defender que a França deve cumprir o compromisso de assegurar as interconexões para melhor acesso de Portugal e Espanha à energia europeia.

Foto
O primeiro-ministro, António Costa, prometeu não assinar qualquer compromisso com a Comissão Europeia até às eleições que possa comprometer um futuro Governo. Nuno Ferreira Santos

O primeiro-ministro rejeita que venha a ser imposta a vacinação obrigatória em Portugal como está a acontecer em alguns países da União Europeia, alegando que “não faz nenhum sentido que haja uma decisão europeia” que abranja Portugal tendo em conta o nível de população vacinada (88%), e defendendo que devem ser os países a fazer esse debate interno. António Costa mostrava assim ser contra uma imposição desse género por parte de Bruxelas.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários