O apeadeiro de Canelas dá agora acesso a uma viagem pelo mundo das artes

O edifício, entretanto encerrado, foi transformado numa galeria que dá palco privilegiado à arte contemporânea. E não tem faltado quem queira participar no projecto Estação Viva.

p3,cultura,faculdade-belasartes-universidade-porto,estarreja,exposicao,artes,
Fotogaleria
Apeadeiro de Canelas Adriano Miranda
p3,cultura,faculdade-belasartes-universidade-porto,estarreja,exposicao,artes,
Fotogaleria
Estação Viva já tem agenda cheia para 2022. Adriano Miranda

As paredes ainda estão quase todas despidas, mas o cenário não tardará a alterar-se. Acabou de ser desmontada uma exposição e, nos próximos dias, será tempo de preparar uma outra, com data de inauguração prevista para 18 de Dezembro. Mas basta consultar o Facebook e o Instagram do espaço para perceber que errámos no timing da visita. Desde 2019 que não tem faltado cor e vida naquelas paredes, outrora usadas para afixar horários de comboios e avisos aos passageiros. Estamos no antigo apeadeiro ferroviário de Canelas, em Estarreja, agora transformado em galeria de arte e espaço cultural. Chama-se “Estação Viva” e já tem agenda cheia para 2022.

Sugerir correcção
Comentar