A clarificação da proposta do PSD

A grande diferença entre Rui Rio e Paulo Rangel surge no que se refere à estratégia de alianças.

Os militantes do PSD elegem, este sábado, o seu presidente para um mandato de dois anos, durante o qual se realizam, a 30 de Janeiro, eleições legislativas antecipadas. Como partido com vocação de poder que já foi governo por diversas vezes, o PSD vive um momento decisivo para o futuro do sistema político e governativo do país. Importa, por isso, tentar perceber o que pode o PSD oferecer a partir de agora, ou seja, perceber o que podem trazer os dois candidatos à liderança do partido, o actual presidente, Rui Rio, e o seu desafiante, o eurodeputado Paulo Rangel.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários