Deco tentou comprar a SAD do Vitória de Guimarães

Empresário esteve envolvido em várias operações com a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) minhota durante a direcção de Júlio Mendes e Armando Marques, a quem chegou a entregar propostas para a aquisição da maioria do capital da SAD.

Foto
Deco DR

Depois de ter pedido a insolvência e uma indemnização de mais de 1,1 milhões de euros à Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Vitória de Guimarães por alegadas dívidas de comissões de intermediação, em Novembro de 2020, Anderson Luis da Silva, conhecido no mundo do futebol como Deco, desistiu de ambas acções em Março deste ano. Em causa estava a comissão devida pela transferência de Edmond Tapsoba para o Bayer Leverkusen, por 18 milhões de euros, um recorde para os minhotos, na temporada de 2019-20. Mas antes, o antigo internacional português, tentou ficar com a maioria do capital da SAD vitoriana. E por duas vezes.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários