Coronel pede mais meios: “Vamos ter de repensar e reprogramar o plano de vacinação”

A população elegível para a vacinação com a dose de reforço da vacina contra a covid-19 quase duplicou. São mais 1,8 milhões de pessoas que é preciso vacinar.

Foto
O núcleo de coordenação da campanha de vacinação liderado pelo coronel Penha Gonçalves tem apenas oito elementos. A task force tinha mais de três dezenas de militares André Kosters/LUSA

O coronel Carlos Penha Gonçalves, que lidera o núcleo de coordenação da campanha de vacinação em curso, pede mais meios e avisa que é preciso reformular o plano e reforçar a estrutura no terreno, tendo em conta a quase duplicação da população-alvo a imunizar contra a covid-19 face ao objectivo inicial e a rapidez que é necessário imprimir ao processo.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários