Selminho: Moreira avança com Baganha e Paulo Morais como testemunhas, MP propõe Azeredo Lopes e Guilhermina Rego

Presidente da Câmara do Porto começa esta terça-feira a ser julgado. Ministério Público imputa um crime de prevaricação ao autarca que, se for condenado, incorre numa pena entre dois e oito anos de prisão e na perda de mandato.

Foto
Rui Moreira começa a ser julgado esta terça-feira no Tribunal de S. João Novo, no Porto, por causa do caso Selminho Paulo Pimenta

Meio ano depois de o Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto ter pronunciado Rui Moreira (ter decidido levar a julgamento) no âmbito do processo Selminho, o presidente da Câmara do Porto começa esta terça-feira a ser julgado no Tribunal de São João Novo, mas vai ser preciso esperar ainda algum tempo até ser conhecido o desfecho deste julgamento, que se prolonga até ao dia 24 deste mês.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários