João Pinharanda assume direcção do MAAT depois de acordo da Fundação EDP com Serralves

Após seis anos como adido cultural em Paris, o curador e crítico de arte chega ao museu num momento de grandes mudanças, em que a gestão e a programação da instituição estão em vias de mudar de mãos.

Foto
João Pinharanda no Palácio de São Bento, em Lisboa, onde em 2018 assinou a curadoria "Arte em São Bento – Colecção António Cachola" Rui Gaudencio

É um “regresso a casa” de João Pinharanda, um dos veteranos da curadoria e da crítica de arte portuguesas, que vai assumir, a partir de 2022, o cargo de director artístico do Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT), situado na zona de Belém, em Lisboa. Foi com estas palavras que Vera Pinto Pereira, presidente do conselho de administração da Fundação EDP, confirmou ao PÚBLICO que caberá ao até há pouco tempo adido cultural da Embaixada de Portugal em Paris substituir a italiana Beatrice Leanza.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários