Num planeta mais quente, o risco de doenças vindas dos animais é maior

As alterações climáticas possibilitam a expansão de espécies que são vectores de doenças e que podem transmitir novos agentes patogénicos aos humanos.

Foto
Vista aérea de uma zona desflorestada na Amazónia Bruno Domingos/Reuters

28 de Outubro de 2021 – sim, referimo-nos mesmo ao dia de hoje. Neste preciso dia, o mundo está a viver uma pandemia que já causou cerca de cinco milhões de mortes. Grandes cidades entraram em confinamento, sistemas de saúde ficaram sobrecarregados e muitos dos nossos hábitos mais banais estiveram em pausa durante algum tempo. Tudo isto por causa de um vírus. Ao mesmo tempo, pululam as notícias sobre as causas e efeitos na Terra das alterações climáticas causadas pelos humanos: são os relatórios sobre o aumento das temperaturas globais, a extinção (ou quase) de algumas espécies, ou o desbravamento de florestas.