Ministro da Defesa sem responsabilidade na organização do Dia do Exército

Cerimónia foi alvo de ruidosos protestos por parte de centenas de antigos militares, que reclamavam pelo facto de não ter sido cantado o chamado hino dos pára-quedistas.

Foto
João Gomes Cravinho, ministro da Defesa LUSA/HUGO DELGADO

O Ministério da Defesa não teve qualquer responsabilidade na organização no Dia Do Exército, que decorreu no domingo em Aveiro e que foi alvo de protesto por parte de mais de uma centena de antigos pára-quedistas que se indignaram com o facto do chamado hino daquela força militar, “Pátria Mãe”, não ter sido cantado na cerimónia.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários