Entre o caos e o desastre, a Bulgária aproxima-se do limite de internamentos por covid-19

O ministro da Saúde diz que no país já faltam ventiladores e camas nos cuidados intensivos e o Governo já está a negociar com outros países da UE o envio de pacientes para o exterior.

Foto
Os hospitais búlgaros aproximam-se do limite de internamentos STOYAN NENOV/Reuters

As previsões são pouco animadoras para a Bulgária: ao ritmo a que as infecções estão a aumentar, dentro de dez a 15 dias, o país terá entre cinco mil a nove mil novos casos diários de covid-19. Com o nível de internamentos quase a chegar ao limite de camas disponíveis e com os ventiladores a esgotar-se, o Governo já está a negociar com vários países da União Europeia o envio de doentes para o exterior.