Portugal é o primeiro país do mundo a ter 85% da população vacinada contra a covid-19

Ministério da Saúde avança que meta foi atingida este sábado. Mais de 8,4 milhões de pessoas têm agora o esquema vacinal completo.

Foto
Jose Fernandes

Portugal atingiu, este sábado, o objectivo de ter 85% da população elegível completamente vacinada contra a covid-19. É o primeiro país no mundo a conseguir atingir esta meta.

Em comunicado, o Ministério da Saúde avança que foram administradas, em Portugal continental, cerca de 15,3 milhões de vacinas, possibilitando que cerca de 8,4 milhões de pessoas tenham agora o esquema vacinal completo. “Portugal torna-se assim o primeiro país do mundo a atingir a meta de 85% da população vacinada​”, lê-se na nota.

Olhando apenas para os adolescentes entre os 12 e os 17 anos, estima-se que cerca de 88% tenha tomado a primeira dose e que 83% já tenha a vacinação completa.

“Este importante marco só foi possível graças ao compromisso e esforços de todos os profissionais de saúde e outras entidades envolvidas nesta campanha de vacinação, incluindo forças armadas, forças de segurança e autarquias”, destaca a tutela no comunicado, realçando ainda o papel Serviço Nacional de Saúde, que apelida de “a fundação deste sucesso”.

O Ministério da Saúde atribui ainda este sucesso à “forte adesão da população a esta campanha de vacinação”. “Os portugueses confiaram na ciência, nas vacinas e nos seus benefícios”.

À Lusa, a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, disse que “hoje é um dia feliz”, ressalvando que só foi possível atingir esta meta “dando uma oportunidade a todos, sem distinção de ninguém, de se poderem vacinar”.

Graça Freitas dedicou também uma palavra especial aos jovens, cuja adesão à vacinação contra a covid-19 foi essencial para que o país conseguisse atingir esta meta cerca de nove meses depois de iniciado o processo de vacinação contra a covid-19.

“Só conseguimos atingir 85% de toda a população com a vacinação completa também graças à vacinação dos jovens. Se não tivéssemos esta adesão, não teríamos conseguido. Os jovens estão a aderir bastante bem e continuamos a contar com eles. Temos a estrutura montada para os vacinar até completarem o seu esquema”, precisou a directora-geral da Saúde, deixando ainda um agradecimento aos profissionais de saúde bombeiros, voluntários e entidades que participaram na vacinação, como a task-force.

Recorde-se que uma das principais condições para o país avançar para a terceira e última fase de desconfinamento era que fosse atingida a meta dos 85% da população completamente vacinada, algo que estava previsto para o início de Outubro. No fim de Setembro, quando o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que Portugal ia dar este passo no dia 1 de Outubro, a previsão era que a meta fosse alcançada nessa mesma semana

“Entramos numa fase que assenta na responsabilidade individual”, salientou o primeiro-ministro, destacando que “não podemos esquecer que a pandemia não acabou” e que “o risco permanece” mesmo que se possa considerar que a pandemia está “controlada a partir do momento em que tenhamos 85% da população vacinada”.