Alemanha, eleições, liderança e compromisso

Em qualquer cenário, a saída de Merkel irá colocar à prova a capacidade dos protagonistas que se seguem para prosseguirem a tradição de compromissos e de moderação na política alemã.

No próximo dia 26 terão lugar as tão aguardadas eleições na Alemanha. A saída de Angela Merkel confere a este momento uma expectativa singular. E se a história da democracia alemã desde o pós-guerra é moldada pela estabilidade governativa e pela capacidade para alcançar compromissos, a principal interrogação reside em saber de que forma esse carácter do sistema político irá resistir ou adaptar-se.