Covid-19: meta de 85% de população vacinada deverá ser alcançada nos últimos dias do mês

Vice-almirante Gouveia e Melo sublinha que continuam abertos os centros em modalidade de casa aberta.

Foto
Nelson Garrido

Portugal deverá atingir a meta dos 85% de população totalmente vacinada nos últimos dias deste mês, estima o coordenador da task force da vacinação contra a covid. O grupo que coordena a parte logística continua a apelar a quem não se vacinou para o fazer, mantendo-se abertos os centros de vacinação na modalidade casa aberta.

Vamos chegar aos 85% de população com a vacinação completa se não for no fim-de-semana, na segunda ou terça-feira”, disse ao PÚBLICO o vice-almirante Gouveia e Melo, acrescentando que se vai manter a capacidade de vacinação como está, embora o ritmo seja agora menor.

“Nos últimos três dias vacinamos 27 mil, 30 mil e 23 mil pessoas. A nossa estimativa é de que hoje [quarta-feira] vacinemos entre 17 mil e 18 mil pessoas. Estamos no fim do processo”, afirmou, lembrando que o máximo de vacinação diária que o país atingiu foram 160 mil inoculações num só dia.

Sobre a gestão do processo, o vice-almirante Gouveia e Melo explicou que está traçado “um plano de continuidade”, com a criação de “um núcleo de coordenação que vai trabalhar directamente com o Ministério da Saúde para fazer um processo de transição para vacina da gripe e terceira dose da vacina contra a covid-19, caso venha a existir”.

A task force mantém o apelo a quem ainda não se vacinou para o fazer. O coordenador lembra que os centros de vacinação estão a funcionar no modelo casa aberta e que “as pessoas podem ser vacinadas em qualquer sítio”. Uma mensagem que está a ser reforçada por causa das pessoas que faltaram à segunda dose e que são “cerca de 50 mil”.

A vacinação completa de 85% dos portugueses é o referencial para o Governo para avançar para a terceira e última fase do plano de diminuição das restrições da pandemia.

Depois do Conselho de Ministros desta quinta-feira espera-se que seja levantado um conjunto de restrições e que terá efeitos a partir de 1 de Outubro. O relatório semanal da Direcção-Geral da Saúde indica que 83% da população concluiu a vacinação e 86% já tem pelo menos uma dose da vacina.