Eleições alemãs: pós-Merkel inspira tanto medo como entusiasmo

Há muitos indecisos ainda, o que quer dizer que se deve ter especial cautela com as sondagens, que têm dado o SPD de Olaf Scholz à frente da CDU de Armin Laschet.

Foto
De um destes três cartazes deverá sair o sucessor de Angela Merkel como chanceler da Alemanha Fabrizio Bensch/REUTERS

Há entusiasmo e há medo. Há quem desejasse mais anos da chanceler, Angela Merkel, à frente do Governo, e há quem pense que a democracia teria ganho com limites que não permitissem à mesma pessoa estar 16 anos na chancelaria. Mas o que se nota nas conversas sobre política é o que dizem as sondagens: a apenas uma semana das eleições na Alemanha, ainda há muitos indecisos. Serão 40%, nunca houve tantas pessoas sem saber onde votar tão perto das eleições.