Feiras da Vandoma e do Cerco reabrem passado um ano e meio

Apesar da abertura das feiras e mercados municipais ter sido autorizada pela Câmara do Porto em Abril, as duas feiras em Campanhã mantiveram-se suspensas até agora.

Foto
Feira da Vandoma mudou-se do Passeio das Fontainhas para a Avenida 25 de Abril em Janeiro de 2016 NFACTOS / Fernando Veludo / Arquivo

As Feiras da Vandoma e do Cerco, no Porto, reabrem este fim-de-semana, dias 18 e 19 de Setembro, respectivamente. Ambas encontravam-se suspensas desde Março de 2020 devido à pandemia. Em nota de imprensa, a Câmara do Porto justifica a reabertura com a evolução positiva do actual contexto pandémico e o consequente desagravamento das medidas restritivas.

A Feira da Vandoma, em Campanhã, irá funcionar apenas com os vendedores residentes e sem vendedores ocasionais. Na Feira do Cerco, que se realiza na mesma freguesia, apenas serão admitidos os vendedores que, em período pré-pandemia, tinham a situação financeira (taxas) regularizada para com o Município do Porto.

Desta forma, os 156 comerciantes e feirantes permanentes que manifestaram interesse em manter o seu lugar na Feira da Vandoma poderão ocupar os seus lugares na localização prevista. Também os 28 comerciantes e feirantes permanentes da Feira do Cerco, que sempre pagaram as suas taxas, poderão preencher os lugares que lhes foram atribuídos.

A Câmara do Porto faz o apelo para que sejam cumpridas todas as orientações da Direcção-Geral da Saúde, nomeadamente o distanciamento físico, a etiqueta respiratória, a higienização regular das mãos e o uso da máscara sempre que necessário.

No dia 5 de Abril do ano passado, foi autorizada pela autarquia a reabertura das feiras e mercados municipais e urbanos da cidade. Contudo, segundo comunicado da Câmara do Porto, a medida não abrangeu a Feira da Vandoma, pela sua especificidade, dimensão e afluência de visitantes, nem a Feira do Cerco, por estar integrada numa zona residencial de grande aglomeração populacional.

A Feira da Vandoma, criada nos anos 70 por jovens estudantes que vendiam livros e roupas usadas, realiza-se todos os sábados na Avenida 25 de Abril, entre as 8h e as 13h. Já a Feira do Cerco, onde se vende de tudo um pouco, acontece todos os domingos, entre as 8h e as 12h30, na Alameda de Cartes.

Texto editado por Ana Fernandes