Empresa muda projecto para mina de Montalegre a poucos meses de perder licença

Documentos entregues no último dia do prazo envolvem um projecto diferente do que estava a ser inicialmente estudado. A APA fechou o processo, mas não confirma se vai abrir outro.

Foto
Adriano Miranda

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) considera que o conjunto de documentos apresentado, este mês, pela Lusorecursos não corresponde ao mesmo projecto e ao mesmo Estudo de Impacte Ambiental (EIA) que estava a analisar desde Dezembro de 2020. Por isso, informou a empresa que pretendia encerrar o procedimento de Avaliação Impacte Ambiental (AIA) que tinha aberto, notificando a empresa que quer explorar lítio em Montalegre de que os documentos apresentados “implicam a necessidade de submissão e instrução de um novo procedimento de AIA”.