Caso Ihor. Ex-director de fronteiras do SEF expulso da função pública

Ministério da Administração Interna diz que omitiu factos relevantes sobre morte de Ihor Homeyuk e a IGAI entendeu que essa omissão permitiu o encobrimento do crime. Despacho refere que se demonstra “sem margem para dúvidas” que “não existem condições, ainda que mínimas”, para que António Sérgio Henriques possa continuar em funções.

Foto
Rui Gaudencio

O Ministério da Administração Interna (MAI) homologou a proposta da Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) de demitir da função pública o ex-director de fronteiras de Lisboa, António Sérgio Henriques. 

Sugerir correcção
Ler 29 comentários