Porto Blues Fest quer provar que “a música não tem fronteiras nem etiquetas”

Adiado em 2020, o Porto Blues Fest regressa este fim-de-semana, a 31 de Julho e 1 de Agosto, inovando com uma Guitar Summit e com gastronomia a evocar o berço dos blues, pelo chef Chakall.

Foto
Budda Power Blues e Maria João encerram o festival, no domingo DR

Dois dias para celebrar os blues: após um ano de interregno, está de volta o Porto Blues Fest, integrado no ciclo Warm Up. Será na concha acústica dos jardins do Palácio de Cristal, com entrada livre, nos dias 31 de Julho e 1 de Agosto. Se não fosse a pandemia, o festival celebrava agora a sua 5.ª edição, mas como a 4.ª, programada para Junho de 2020, foi adiada, é essa que se realiza agora. Abre com um encontro de guitarristas, uma Guitar Summit, no sábado, seguindo-se a cantora texana Trudy Lynn. Domingo, dose tripla: Dogs Bollocks, Kiko and The Blues Refugees e Budda Power Blues e Maria João.

Sugerir correcção
Comentar