Ricardo Melo Gouveia vence Italian Challenge

Grande exibição na jornada decisiva rumo à conquista do seu quarto título no Challenge Tour

Foto
Com a vitória em Itália, Melo Gouveia subiu para 3.º no ranking do Challenge Tour 2021 © RMG

Ricardo Melo Gouveia venceu hoje o Italian Challenge (€300.000 de prize-money), naquela que foi a sua quarta vitória no Challenge Tour, a segunda divisão do golfe profissional europeu. Um êxito que praticamente lhe garante, para 2022,  o regresso ao primo-divisionário European Tour, no qual competiu entre 2016 e 2019, num total de quatro temporadas. 

É que o português de 29 anos (faz 30 a 6 de Agosto) subiu de 32.º para 3.º na Road to Mallorca (o ranking do Challenge Tour), e os 20 primeiros nesta tabela no final da época conquistam a promoção ao principal circuito europeu de profissionais. 

Foi uma exibição de alto nível este domingo no Par 71 do Margara Golf Club, em Fubine, Piemonte, no norte de Itália. Partindo para a jornada decisiva no terceiro lugar, com duas pancadas de desvantagem para a dupla de líderes, composta pelo austríaco Lucas Nemecz e o espanhol Santigo Tarrio, com os quais jogou no mesmo grupo, Melo Gouveia finalizou com uma volta de 64 (-7) que foi tão só a melhor do dia entre os 65 finalistas da prova, para um total de 268 (-16) e uma vantagem de 2 shots sobre o vice-campeão Lucas Nemecz, que entregou um cartão final de 68 (-3) para somar 270 (-14).

Lucas Nemecz tinha começado muito bem a última volta, com birdie-birdie nos dois primeiros buracos, ficando sozinho na frente e com 4 pancadas à melhor sobre o português, mas este faria no buraco 3 o primeiro dos seus 7 birdies do dia, isto já depois de no sábado ter concluído os últimos 4 buracos com birdie-par-par-eagle – ou seja, ele jogou os últimos 22 buracos do torneio com um total de 10 abaixo do Par. Sensacional! 

O inglês Andrew Wilson finalizou com um 65 que lhe deu o terceiro lugar isolado, com 272 (-12), e Santiago Sarrio fechou com 71 para partilhar o terceiro posto com o italiano Frederic Lacroix, ambos com 273 (-11). 

Tomás Bessa, o segundo português em prova no fim-de-semana, acabou com um 72 (+1) que o fez descer 12 posições para os 38.ºs, com 281 (-3).

(Notícia em actualização)

Veja mais em www.golftattoo.com