Sporting continua sem perder na pré-época

Vitória por 2-0 diante dos franceses do Angers, com golos de Gonçalo Inácio e Paulinho na segunda parte.

Foto
Gonçalo Inácio fez o 1-0 aos 63 minutos de jogo LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

O Sporting venceu nesta terça-feira o Angers (2-0), 13.º classificado da Liga francesa na época passada e o primeiro adversário internacional dos “leões” nesta pré-época, num triunfo que foi construído apenas na segunda parte.

Neste que foi o sétimo jogo de preparação dos “leões”, o treinador Rúben Amorim voltou a fazer algumas alterações no “onze" inicial em relação ao jogo com o Belenenses SAD, ainda que para este encontro as escolhas já tenham sido mais próximas do 11 “eleito” para os compromissos da próxima temporada.

O Sporting entrou mais pressionante na partida, com mais posse de bola, mas evidenciou sérias dificuldades em colocar a bola na zona de finalização.

No primeiro tempo, os “leões” só conseguiram chegar à baliza uma única vez e sem perigo: cabeceamento de Ricardo Esgaio, aos 36’, para uma defesa fácil do guarda-redes do Angers.

Antes disso, perto da meia hora de jogo, o Angers podia mesmo ter inaugurado o marcador. Mohamed-Ali Cho ganhou na velocidade a Gonçalo Inácio, mas Luís Maximiano esteve atento e defendeu o remate do avançado francês.

Aos 30’, foi a vez de Alioui tentar a sorte, mas o guarda-redes “leonino” voltou a fazer uma grande defesa.

No começo da segunda parte, Rúben Amorim fez entrar o guarda-redes Adán e o extremo-direito Nuno Santos, para as saídas de Maximiano e Daniel Bragança, mas a partida recomeçou da mesma forma, com o Sporting a apresentar dificuldades em construir jogo e oportunidades de golo.

Ainda assim, os “leões” acabariam por chegar à vantagem por intermédio de Gonçalo Inácio (63’). Tabata bateu um canto do lado esquerdo e, depois de muita confusão na pequena área, o defesa de 19 anos acabou por colocar a bola dentro da baliza, fazendo assim o seu segundo golo nesta pré-temporada.

Depois do golo, o Sporting não conseguiu mandar na partida e o Angers esteve sempre mais perto de chegar à igualdade – destaque para o remate de Taibi, já nos últimos dez minutos de jogo, para uma excelente defesa de Adán.

Ia valendo o bom trabalho defensivo da equipa de Rúben Amorim…e a eficácia. O 2-0 viria mesmo a chegar a quatro minutos do fim. Nuno Santos rematou ao poste e Paulinho encostou para o fundo das redes.

O Sporting alinhou de início com Luís Maximiano, Feddal, Luís Neto, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Nuno Mendes, João Palhinha, Bruno Tabata, Daniel Bragança, Pedro Gonçalves, Paulinho. Jogaram ainda na segunda parte Adán, Nuno Santos, Rúben Vinagre, Matheus Nunes, Jovane Cabral.