Caem as máscaras em Inglaterra e pode começar um novo pesadelo de covid-19

Os cientistas estão em pé de guerra com o Governo britânico por deixar cair precauções como o uso de máscaras e assumir que neste Verão pode haver até 200 mil casos diários de covid-19. Mas foi o ministro da Saúde a ficar infectado.

Foto
Na ponte de Westminter, em Londres: usar máscara a partir de hoje é uma questão de escolha pessoal HENRY NICHOLLS/Reuters

Nesta segunda-feira, o uso de máscara e outras medidas de distanciamento social por causa da covid-19 deixam de ser obrigatórias em Inglaterra, apesar de o país estar a atravessar uma nova vaga de infecções provocada pela variante Delta, que faz com que haja cerca de 50 mil casos e 500 internamentos diários. O ministro da Saúde, Sajid Javid, admite que durante o Verão pode haver mais de 100 mil ou até 200 mil casos por dia – o que será muito mais alto do que no pico da crise de covid-19 de Janeiro. E como que para ilustrar os riscos, o próprio ministro anunciou estar com covid-19 no sábado, lançando o caos no Governo.