“Agi com lealdade e com lisura”. Azeredo Lopes defende-se no julgamento de Tancos

Juiz Nelson Barra marca leitura do acórdão para 11 de Outubro e evoca a possibilidade de uma alteração dos factos pelos quais estão imputados os acusados. Alegações finais e declarações dos arguidos puseram fim a oito meses de audiências conduzidas pelo Tribunal de Santarém.

Foto
O ex-ministro ao lado do seu advogado, Germano Marques da Silva, à saída de uma sessão do julgamento em Maio de 2021 Daniel Rocha

O ex-ministro da Defesa José Azeredo Lopes foi o último dos arguidos a falar na última audiência do julgamento de Tancos que decorreu esta terça-feira no Tribunal de Santarém, dia em que o juiz Nelson Barra marcou a leitura do acórdão para 11 de Outubro, e avisou os advogados de uma possível alteração dos factos que constam na acusação. 

Sugerir correcção
Ler 1 comentários