Colocar imigrantes em prisão de Caxias é “retrocesso civilizacional”, acusam 20 organizações

Organizações como a Cárita, Amnistia Internacional, Solidariedade Imigrante, SOS Racismo e várias católicas como a Obra Católica para as Migrações querem revogar protocolo de cedência da ala sul de Caxias ao SEF para criar centro de instalação temporária de imigrantes. Provedora da Justiça diz ao PÚBLICO que esta deve ser “solução temporária”.

Foto
Eduardo Cabrita disse no início de Junho que a solução estava a ser estudada, mas foi concretizada a 1 de Fevereiro LUSA/ANTONIO PEDRO SANTOS

Duas dezenas de organizações não-governamentais “exigem a revogação” do protocolo entre o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) que estabelece a cedência das instalações na ala sul da prisão de Caxias para instalar estrangeiros que estejam à guarda do SEF e que tem como finalidade explícita a adaptação para um Centro de Instalação Temporária de imigrantes. A notícia foi avançada esta quarta-feira pelo PÚBLICO. A ala sul estava desactivada e está a ter obras para este fim.