Nasceu um Farol contra a escravatura moderna e procura ideias tecnológicas para a combater

Aceleradora de soluções tecnológicas vai trabalhar durante seis meses no desenvolvimento de 15 propostas que venham a ser seleccionadas e que contribuam para combater a escravatura ou o trabalho forçado

Foto
Mohammad Ponir Hossain/Reuters

O objectivo é reduzir a escravatura moderna e o trabalho forçado, e a forma para percorrer esse caminho é através de soluções tecnológicas que permitam, por exemplo, identificar toda a cadeia de produção de um determinado artigo, desde a recolha da matéria-prima até chegar às mãos do consumidor, garantindo que em momento algum houve o recurso a essas práticas. Mas para que essas soluções tecnológicas sejam postas em prática é preciso, primeiro, que elas existam e, depois, que estejam suficientemente desenvolvidas para serem aplicadas. O programa Farol, que nasceu de uma parceria entre Portugal e Espanha, pretende fazer isso mesmo: ser um acelerador para essas soluções tecnológicas. É lançado esta segunda-feira. 

Sugerir correcção
Ler 2 comentários