Mudar de emprego para continuar em teletrabalho? Há quem esteja a fazê-lo

Gozando da maior abertura de empresas do sector das tecnologias da informação e da comunicação, Samuel e Joana mudaram-se para os arredores de Coimbra, Sérgio e a mulher passaram a morar entre Lisboa e o Alentejo, José entre o Porto e a Madeira

Foto
Duarte Sá

Há quem tenha mudado de emprego para garantir que pode continuar em teletrabalho para lá da crise de saúde pública. Samuel Pinto e Joana Fernandes moravam num apartamento do centro de Lisboa. Agradava-lhes a proximidade dos amigos, a oferta cultural, a facilidade de viajar, mas há um ano, com o nascimento do filho, as suas prioridades alteraram-se: queriam casa com espaço exterior, creche a preço comportável, família por perto. Procuraram empresas que os deixassem ficar em teletrabalho.