Ministério Público tem obrigação de abrir inquérito à divulgação dos dados dos activistas russos

Paulo Saragoça da Matta, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados entre 2018 e 2019, diz que pode estar em causa um crime público e que o MP tem obrigação de abrir um inquérito.

Foto
Paulo Saragoça da Matta, falando aos jornalistas à saída do Palácio da Justiça, Lisboa, em Maio de 2017 Rui Gaudencio

O que pode estar em causa na questão da partilha de dados pessoais de três activistas russos pela Câmara Municipal de Lisboa com as autoridades daquele país?