Pedro Castillo declara-se vencedor das presidenciais no Peru

Candidato de esquerda promete respeitar a Constituição e pede aos seus apoiantes para não responderem às “provocações”, uma referência às acusações de fraude eleitoral por parte da adversária, Keiko Fujimori.

Foto
Pedro Castillo saúda os seus apoiantes na sede de campanha do Peru Libre SEBASTIAN CASTANEDA/Reuters

Pedro Castillo declarou-se como vencedor da segunda volta das eleições presidenciais peruanas. O candidato do Peru Libre garantiu na terça-feira à noite que, segundo um “relatório” apresentado por dirigentes do seu partido, a “contagem oficial” dos votos permite concluir que prevaleceu sobre a candidata da Fuerza Popular, Keiko Fujimori, numa eleição bastante renhida entre os dois candidatos.

Num discurso em Lima perante os seus apoiantes, Castillo solicitou às autoridades eleitorais que não “manchem” a vontade do povo peruano e pediu aos seus seguidores para “não caírem na provocação”, uma referência às alegações de fraude eleitoral por parte da sua adversária. O candidato de esquerda garantiu que o seu Governo irá “respeitar a democracia e a Constituição vigente” e promover a “estabilidade económica e financeira”.

“A nossa vitória será recebida com algumas ameaças, como a subida do dólar, que vai valorizar mais alguns pontos amanhã, o custo do pão, do frango, da cesta básica. É mentira, o que acontece é que há uma incerteza em que o povo já não acredita, e é por isso que devo dizer que acabo de ter conversas com o empresariado nacional, que prometeu o seu apoio ao povo peruano”, afirmou.

Castillo agradeceu também aos “vigilantes da vontade popular”, reiterando assim um pedido feito na segunda-feira após as acusações de Fujimori da existência de fraudes nas mesas de voto.

“Venho aqui não só para expressar a minha gratidão, mas também o meu apreço pelos homens e mulheres deste país que se levantaram aqui e no estrangeiro, aos irmãos que estão fora do país que se mobilizaram pela democracia”, acrescentou, citado pelo pelo jornal peruano El Comercio.

O candidato do Peru Libre expressou ainda, “em nome do povo peruano”, o seu agradecimento “às personalidades de diversos países” que expressaram as saudações ao povo peruano e a si pessoalmente. “Agradeço desde já o reconhecimento da nossa vitória por parte de algumas embaixadas e governos da América Latina e de outros países que estão a enviar as suas saudações ao povo peruano”, disse Castillo.

De acordo com os resultados oficiais, Castillo liderava a votação com 50,2%, enquanto Fujimori somava 49,7%, numa altura em que estavam apurados 99,795% dos votos. Os últimos votos a serem contabilizados vieram dos eleitores peruanos residentes no estrangeiro, onde Keiko Fujimori se impôs a Pedro Castillo por larga margem, como era esperado. Com 89% dos votos de fora do país processados, a candidata da Fuerza Popular tinha 66,24%, enquanto o candidato do Peru Libre somava a 33,75%.​

Actualizado às 18h32 com os últimos resultados contabilizados.