Os golfinhos voltaram ao Tejo — e eles não os querem deixar desaparecer

Associação Natureza Portugal e operador marítimo-turístico Terra Incógnita fizeram uma parceria de um ano que inclui a monitorização e conservação dos golfinhos que visitam o rio Tejo. Esta terça-feira celebra-se o Dia Mundial dos Oceanos e “há muita vida selvagem no Tejo.”

i-video

Mal se sai da doca de Alcântara, os olhos batem nos pilares da imponente Ponte 25 de Abril e, na sua base, estão lá desenhados golfinhos e orcas, sinal de uma ambição com mais de duas décadas: fazer regressar ao Tejo os seus golfinhos. Por agora, esse propósito parece estar a ser cumprido. De há dois anos para cá, os golfinhos comuns, mais pequenos que os roazes do Sado, têm sido presença assídua nas águas deste estuário durante tantos anos maltratado.