Metro transplantou dez árvores e abateu outra no Jardim do Carregal

O projecto de execução da Linha Rosa previa a remoção de duas árvores. Uma acabou por ser transplantada mas outras árvores do pequeno jardim tiveram o mesmo destino, assume a Metro.

camara-porto,local,porto,metro-porto,ambiente,transportes,
Fotogaleria
Uma zona afectada pela remoção de árvores, no Jardim do Carregal Miguel Marques Ribeiro
camara-porto,local,porto,metro-porto,ambiente,transportes,
Fotogaleria
Diversas árvores foram transplantadas no Jardim do Carregal, no Porto. Miguel Marques Ribeiro

A metro do Porto promoveu uma intervenção no Jardim do Carregal que foi muito além do que estava previsto no projecto de execução da Linha Rosa, que terá uma estação precisamente sob este jardim. Perante a evidência de marcas da retirada de várias árvores no espaço – no qual se previa, apenas, o abate ou transplante de dois espécimes, entre elas uma sequóia, com cerca de 80 anos, e novas plantações – a empresa explicou ao PÚBLICO que, de facto, a operação que decorre desde quarta-feira passada levou ao transplante de dez árvores, tendo sido abatida uma das anteriormente sinalizadas.