O diálogo ou a falta dele, pela Escola da Noite

Cidade, Diálogos parte da obra de Gonçalo M. Tavares e teve a sua estreia esta quarta-feira, no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra.

goncalo-m-tavares,literatura,teatro,culturaipsilon,livros,coimbra,
Fotogaleria
eduardo pinto
goncalo-m-tavares,literatura,teatro,culturaipsilon,livros,coimbra,
Fotogaleria
eduardo pinto

A primeira parte do livro O Torcicologologista, Excelência (Caminho, 2015), de Gonçalo M. Tavares, é constituída apenas por diálogos. Teoricamente, o formato facilitaria a adaptação da obra a um texto teatral. Mas estes diálogos enganam, avisa António Augusto Barros, encenador da peça Cidade, Diálogos, que teve a sua estreia na quarta-feira no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra, pela companhia Escola da Noite, e ali permanecerá até dia 30.