António José Seguro voltou ao palco da política com duras críticas aos líderes da UE

Antigo secretário-geral do PS critica “divisões” e “ambiguidades” na UE. Diz que os seus líderes estão “a matar lentamente a Europa, caminhando para a irrelevância política mundial”.

Foto

Desde que deixou a liderança do PS, em 2014, António José Seguro afastou-se da vida política e dos seus palcos. Regressou neste domingo, numa conferência sobre a Europa. Numa altura em que Portugal tem a presidência da União Europeia, Seguro voltou com duras e pouco ouvidas críticas aos actuais líderes da União Europeia, acusando-os de ambiguidades e de falta de coragem para resolver os problemas.