Um radar para salvar o rasto da arquitectura portuguesa em Veneza

A Casa da Arquitectura inaugura este sábado uma viagem às representações portuguesas na bienal italiana entre 1975 e 2021.

culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
Em 1976, a representação portuguesa foi acolhida pelo Pavilhão da Finlândia Adriano Miranda
culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
Radar Veneza vai ficar patente até 10 de Outubro Adriano Miranda
culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
A cronologia é o eixo mais comunicativo da exposição Adriano Miranda
culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
Fotografia do Estádio Municipal de Braga, projecto apresentado na edição de 2002 Adriano Miranda
culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
Desenhos e fotografias registam a memória das exposições e projectos levados a Veneza Adriano Miranda
culturaipsilon,eduardo-souto-moura,alvaro-siza,arquitectura,25-abril,italia,
Fotogaleria
Radar Veneza inclui excertos de 32 entrevistas Adriano Miranda

Conhecemos os projectos construídos além-fronteiras, a participação em concursos internacionais, a presença em exposições e colecções de grandes museus do mundo, as distinções com prémios Pritzker, Leão de Ouro, RIBA, Mies van der Rohe… Mas sabemos muito pouco sobre que imagens e perspectivas da arquitectura portuguesa temos levado lá para fora, nomeadamente à mais importante manifestação desta disciplina, a Bienal de Veneza.