Ricardo Santos com primeiro top-30 do ano no Tour

Português foi 28.ª no Austrian Golf Open em prova ganha pelo norte-americano John Catlin

Foto
Apesar de um começo menos bom, Ricardo Santos fez uma excelente e motivadora prova na Áustria © Filipe Guerra

O norte-americano John Catlin foi o vencedor ao bater o alemão Maximilian Kieffer no quarto buraco do play-off, depois de ambos terem terminado as quatro voltas regulamentares com 274 (-14). 

Para o algarvio de 38 anos este foi o quarto torneio no circuito em 2021 – e, não tendo estado mal nos três antecedentes (passou sempre o cut e tem um 35.º lugar no Qatar e um 33.º no Quénia), foi já em solo europeu que mais alto subiu. 

Somando 286 (75-69-71-71), 2 abaixo do Par, o português obteve o seu primeiro top-30. Numa prova dotada com 1 milhão de euros em prémios,  facturou €8.662.90 e subiu de 142.º para 132.º na Race to Dubai, a ordem de mérito do circuito.

Foi neste domingo que mais birdies (6) obteve, mas fez também 3 bogeys e um duplo bogey, o que não lhe permitiu manter a tendência ascendente dos últimos dois dias, visto que hoje os resultados foram mais baixos. Estava nos 25.ºs para a jornada decisiva. 

Ricardo Santos e Pedro Figueiredo (que falhou o cut na Áustria) competem já a partir de quinta-feira no torneio seguinte, o Grand Canaria Lopesan Open, no Melaneras Golf, nas Canárias, com €1,5 milhões de prize-money. É a data em que se devia realizar o Portugal Masters no Dom Pedro Victoria, mas este foi adiado sine die devido à covid-19.

John Catlin (68-70-71-65) e Maximilian Kieffer (72-68-68-66) deram show nos últimos 18 buracos, com -7 e -6 a  fechar, respectivamente. E acabam por fazer uma prova à parte. O terceiro classificado, o também alemão alemão Martin Kaymer, antigo n.º 1 mundial, ficou a 3 shots de distância, com 277 (-11). 

E o trio de quartos classificados, composto pelo inglês Marcus Armitage (73-69-70-68), o holandês Will Besseling (72-71-70-67) e o sul-africano Garrick Higgo (72-71-69-68), ficou a 6 pancadas dos dois primeiros. 

Catlin, de 30 anos, factura €147.370.00 pela sua terceira vitória no European Tour nos últimos 13 torneios disputados, entrando no top-25 da Race to Dubai, uma tabela em que foi 35.º em 2020. Em Setembro do ano passado, vencera o Andaluzia Masters e o Open de Irlanda. 

Deverá também entrar no top-80 do ranking mundial (é o 124.º) e, já com 10 vitórias em todo o mundo, não quer parar por aqui. 

“Adorava entrar no top-50 do mundo. Ter oportunidades de jogar alguns majors. Na verdade ainda não joguei nenhum. Talvez isto me dê uma boa chance de jogar o US PGA Championship, esse era como que o meu objectivo. É aquilo com que sonho desde miúdo”, disse. 

Maximilian Kieffer, 476.º mundial, recebe €95.710 e sobe 75 posições na Race to Dubai para 36.º.

Veja mais em www.golftattoo.com