Mapa de Portugal fica menos vermelho com o novo indicador de incidência

Novo indicador permite ajustar as taxas de incidência de um concelho (com uma taxa mais elevada) e a dos concelhos vizinhos, possibilitando uma “contextualização local em relação às zonas circundantes” e impedindo a sobrevalorização de surtos. Em vez de 27 casos vermelhos, passa-se a apenas 18

Foto

Se o Governo adoptar a taxa de incidência vizinha, apresentada pelo matemático Óscar Felgueiras na reunião no Infarmed na terça-feira, os 27 concelhos do país (eram 26 a 5 de Abril) que estavam acima da linha vermelha dia 10 de Abril passam a 18. Ou seja, baixa o número de concelhos com mais de 120 casos por 100.000 habitantes em risco de não avançar com o desconfinamentoEste indicador permite ajustar as taxas de incidência de um concelho, com uma taxa mais elevada, e a dos concelhos vizinhos, possibilitando uma “contextualização local em relação às zonas circundantes” e impedindo a sobrevalorização de surtos. Por outro lado, este modelo ajustado permite fazer uma espécie de média ponderada das várias taxas de incidência dos concelhos tendo em conta a densidade populacional.