Centros de vacinação em massa vão ser só 120 e já não serão necessários tantos enfermeiros

Perto de 190 mil professores e funcionários vão ser vacinados este fim-de-semana. Deste total, mais de 60 mil são trabalhadores das “respostas sociais”, como serviços de apoio domiciliário, creches e ATL. Cidadãos não terão de se deslocar mais de 20 quilómetros da sua área de residência para serem vacinados..

Foto
Rui Gaudêncio

Afinal, não vão ser necessários tantos centros de vacinação em massa contra a covid-19 como se previa inicialmente. O número de centros de vacinação rápida e maciça rondará os 120 em todo o país, em vez dos mais de 150 que foram anunciados. Organizados pelas administrações regionais de saúde em conjunto com os agrupamentos de centros de saúde e as autarquias, estes centros de imunização em larga escala estão preparados para vacinar pelo menos 600 pessoas por dia ao longo de um período mínimo de 100 dias e obedecem a uma série de requisitos definidos pela Direcção-Geral da Saúde.