Há 1200 anos que as cerejeiras em flor de Quioto não desabrochavam tão cedo

Especialistas dizem que a Primavera cada vez precoce no Japão é um indício claro das alterações climáticas e da cada vez maior urbanização do planeta.

mundo,meteorologia,ambiente,japao,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
Cerejeiras em flor são imagem de marca do Japão KIMIMASA MAYAMA/EPA
mundo,meteorologia,ambiente,japao,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
Em Tóquio, as cerejeiras em flor atingiram o seu pico a 22 de Março. KIMIMASA MAYAMA/EPA
mundo,meteorologia,ambiente,japao,clima,alteracoes-climaticas,
Fotogaleria
As cerejeiras Yoshino em Washington atingiram o seu pico no passado domingo. CARLOS BARRIA/Reuters

Depois de um mês de Março excepcionalmente quente no Japão, as cerejeiras em flor desabrocharam na semana passada em Quioto, naquela que foi a floração mais precoce desde que se iniciaram os registos há mais de 1200 anos. O fenómeno enquadra-se no padrão da chegada cada vez mais antecipada da Primavera nos últimos anos, um indício convincente das alterações climáticas, dizem os especialistas.