Entre o literário e o visual, a Leonorana não tem pressa de saber o que é

Projecto editorial e artístico de Isabel Carvalho, a Leonorana já vai em quatro preciosos números. Reúne ensaios visuais e literários, com a contribuição de autores e artista, dá espaço a uma especulação poética que se vai tornando rara. Num diálogo com temas que fazem parte da vida.

Foto

No universo das revistas de arte feitas em Portugal, a Leonorana talvez seja uma das mais bonitas. Sim, repita-se o adjectivo: bonita. Da capa, do formato aos textos e às ideias, desperta a alegria da curiosidade e o prazer da descoberta. É pequena e portátil, séria e despretensiosa. E vai em quatro números, cada sobre um tema. O quarto, consagrado ao “Cuidar”, foi publicado há pouco mais de um mês, e está cheio de textos singulares e inesperados. Em três palavras, uma leitura preciosa.

Sugerir correcção
Comentar