Nomadland, Borat, The Crown e Schitt’s Creek ganham à distância nos Globos de Ouro

A 78.ª edição destes prémios decorreu no domingo à noite, envolta em polémica e dificuldades técnicas, e foi apresentada por Amy Poehler e Tina Fey entre Los Angeles e Nova Iorque.

Foto
Tiffany Haddish apresenta um prémio na 78.ª cerimónia dos Globos de Ouro HFPA/EPA

Em anos normais, os Globos de Ouro, que premeiam a televisão e o cinema norte-americanos, são a cerimónia de prémios que marca o arranque do ano e ajuda a prever os Óscares, isto enquanto as pessoas envolvidas, ao contrário do que acontece nos outros, bebem. Desta vez foi diferente. Os vencedores estavam em casa e em hotéis. As anfitriãs da noite estavam cada uma em sua costa dos Estados Unidos: Amy Poehler no Hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, Los Angeles, e Tina Fey no Rainbow Room, em Nova Iorque. Cada uma delas recebeu vários apresentadores no palco. O público, esse era escasso e estava espalhado por cada uma das salas, com máscaras, sendo composto por trabalhadores essenciais.