A longa aprendizagem de João Palhinha

Hoje ninguém lhe discute o lugar porque não há ninguém como ele no plantel, mas por que razão é que o Sporting levou tanto tempo a apostar nele?

Foto
João Palhinha é um indiscutível do Sporting REUTERS/Pedro Nunes

Não tem havido um cartão amarelo tão discutido no futebol português como o que João Palhinha recebeu no Bessa frente ao Boavista. Era o quinto de uma série e teria dado um jogo de suspensão ao médio, que cumpriria o castigo e voltaria na semana seguinte. Só que esse cartão amarelo que Fábio Veríssimo lhe mostrou acabou por não ser nada simples e continua a não ser. O jogo seguinte, em que o castigo iria ser cumprindo, era com o Benfica. E, com todos os médios que Rúben Amorim tem no plantel, só tem um João Palhinha, que, enquanto a justiça desportiva não decide, vai sendo um dos imprescindíveis jogo após jogo e a sua ausência do “clássico” com o FC Porto seria um revés para as aspirações do Sporting no Dragão.