Alfredo Quintana recordado no FC Porto-Sporting em hóquei

Morte do guarda-redes luso-cubano marcou o clássico da 21.ª jornada, que terminou empatado.

Foto
LUSA/FERNANDO VELUDO

No primeiro jogo disputado no pavilhão Dragão Arena depois da morte de Alfredo Quintana, foi o ex-guarda-redes de andebol dos “azuis e brancos” a centrar as atenções. Antes e depois de um FC Porto-Sporting que terminou empatado (2-2), na 21.ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins.

Instantes antes do apito inicial, foi Pedro Gil (avançado do Sporting e antigo jogador do FC Porto) a entregar a Victor Iturriza e a Daymaro Salina uma camisola com o número um e o nome de Quintana nas costas. Um gesto de homenagem com a carga simbólica de ter passado pelas mãos de dois jogadores também nascidos em Cuba e actualmente ao serviço da selecção portuguesa.

Depois de um minuto de silêncio em memória de Quintana, o jogo colocou frente a frente duas das melhores equipas nacionais. Gonçalo Alves inaugurou o marcador para o FC Porto e apontou para a ponta do stick, onde estava inscrito o nome do guarda-redes, e o avançado português voltaria a festejar no segundo tempo, num penálti. O Sporting, que tinha chegado ao 1-1 por João Souto, conseguiu igualar novamente por Gonzalo Romero, mantendo-se o empate até final (muito por força das exibições de Ângelo Girão e Xavier Malián nas balizas).

No momento de avaliar a partida, quer o treinador do Sporting, Paulo Freitas (“Queríamos a vitória, mas trocava-a pela vida do Quintana”) , quer o do FC Porto, Guillem Cabestany, colocaram o luso-cubano, que não resistiu a uma paragem cardiorrespiratória, no centro do discurso. “Ganhar, perder ou empatar não mudava a dor e o drama que estamos a viver”, resumiu o espanhol. 

Gonçalo Alves, de resto, não conseguiu conter a emoção, desvalorizando o desfecho de um clássico que mantém o FC Porto no comando da Liga, com 48 pontos, e o Sporting em quinto (37), mas com menos três jogos. O Óquei de Barcelos continua colado ao líder, com os mesmos pontos e mais uma partida, depois de tre batido o Riba d’Ave por 8-3.